Que mulher nunca se interessou justo por aquele safado que dá em cima e, pior, pega todas? Aliás, tem casos até de briga entre amigas, em família por conta de caras que decidem pegar todas e todas se acham donas. Mas a verdade é que para conquistar um cara desses de verdade tem que ter TALENTO.

Não basta ser gostosa, ser linda, inteligente, rica, graduada, famosa nem nada disso. Mas, se você pretende realmente conseguir o tal cara, tem que seguir À RISCA certas regrinhas básicas e não pode tentar driblar nem, muito menos, ficar se dando desculpinhas para alguma delas que você não conseguir cumprir.

home_club_gallery15

Uma só desculpa, de certo, implicará no seu fracasso.

IMPORTANTE>> não há lugar para desculpas. Ou você consegue ou consegue. Se você tiver que explicar algum ‘porque’, é sinal puro e simples de que não conseguiu!

Saiba:

– homens cafajestes estão em busca da mulher certa, SIM, mas eles não só não sabem disso como também ainda acham que não estão. Afinal, eles curtem essa condição de ‘procura‘ já que experimentam várias e várias, enquanto isto.

– o cafajeste não é mentiroso e nem ilude ninguém. Ele apenas trata TODA mulher como se ela fosse a única (porque ela é, NAQUELA HORA!) e conforme elas sonham ser tratadas. Só que a parte do ‘para sempre’, ‘ele me ama’, ‘está caído por mim e vamos nos casar’, é por conta da sua própria mente que fabrica estas coisas contra você, querida amiga!

– se os cafajestes fossem tão ruins quanto as mulheres que não os conquistaram e os homens que não tem o mesmo poder dizem, eles não seriam tão desejados e invejados por onde passam, portanto, pare já de ajudar as demais correntes de fofoca sobre eles.

Kama Sutra posições

– cafajestes acreditam, sim, na fidelidade e lealdade, mas nem sempre na monogamia. Por isso acabam sendo mal compreendidos.

– eles são caras com conteúdo, também. Esta coisa de bonitos, novos, descolados e de bom papo não ter conteúdo é conversa de homem sem desenvoltura só para tentar se explicar e achar ‘seu lugar ao sol’.

Sabendo de tudo isto

e tendo total consciência de que o seu cafa em questão possa vir a ser o tal do amor da sua vida, há que se pensar:

1. Você está preparada para uma relação onde ouvirá muita coisa negativa sobre seu (eventual, digamos) namorado e que deverá saber assimilar e lidar com tudo isto de forma madura?

2. Você se dispõe a entender que todas as mulheres que passaram pela vida dele possam estar dispostas a lutar por ele, com isto, você terá que ter muita paciência e jogo de cintura e que caso estas mulheres venham a investir, ele não necessariamente terá qualquer culpa ou responsabilidade nisto?

3. Você está ciente também de que homens assim, muitas vezes mantém conversas, digamos, mais íntimas com outras mulheres por pura necessidade de manter sua autoestima e não porque estão querendo de fato algo com elas?

4. E de que este cara pode não acreditar em poligamia, o que não deve ser considerada falha de caráter, mas apenas uma outra forma de entender, ver e viver seus relacionamentos?

5. Você está disposta a aprender e a se submeter à coisas que você não ousaria normalmente só para satisfazer a relação, já que o galinha é conhecedor de infinitas coisas que você desconhece?

6. E também à entender caso ele queira que você entenda tudo isto sobre ele e, mesmo assim, não queira entender nada sobre você e achar que você deva viver sem círculo social?

Se você estiver mesmo disposta à tudo isto, aí sim você está apta a buscar um galinha como companheiro e convencê-lo a virar um ex-galinha.

Então, querida amiga, as próximas lições são para você:

– Seja destacada da turma por ter um papo divertido sem ser boba, inteligente sem ser nerd, descolada sem ser paty.

– Seja segura de si, sempre!

– Deixo-o PERCEBER que você o acha um cara bacana, mas não a ponto dele achar que você o considera o máximo. Afinal, isso é o que todas as outras fazem.

– Tente dar algumas aberturas durante as conversas entre vocês. Sempre em tom de brincadeira e de forma bem sutil e rápida.

– Seja sempre as mais sorridente e, PRESTE BEM ATENÇÃO, responda à todas as garotas da roda, mas sempre deixando uma ponta pra ele responder você, ao final!

– À sós, tente os toques rápidos e sutis. Eles criam um clima descontraído e de intimidade, mas com limitações, além de aguçarem os desejos do cara.

– Seja misteriosa.

Fale de você, mas sempre deixando um ar de algo a ser descoberto e não facilite para que ele sinta-se desconfiado a descobrir e vá atrás.

– Atenção especial ao se vestir: seja sensualmente casual. Ou seja, um decote na Hering gola V, um jeans surrado que lhe caia bem, um tênis, um rabo de cavalo e muita descontração!

– Cuidado especial para cabelos e unhas: sim! Além de dar aquele trato no cheiro, na cor e no brilho de ambos, não deixe de falar mexendo (e olhando para) os cabelos e unhas e, de vez em quando, umas olhadinhas para ele, de baixo para cima, sorrindo…

– Durante o papo, deixe escapar onde você estará no final de semana. Se ele tiver algo inadiável, vai se desculpar porque gostaria de poder vê-la naquele dia e local e vai, logo em seguida, te convidar para outro momento.

E lembre-se:

– quando for encontrá-lo, vá linda! Apenas linda! Nada querer ser a Rainha do Carnaval 2011, com o maior decote da festa, transparências e uma maquiagem digna de gala de gay! Seja discreta, sutil e natural, mantendo a classe, mas sem frescuras! Depois, me conte como se saiu.

Espero o comentário das encalhadas, casadas e dos galinhas também!