Fonte: Et7ra&tal

“Bocuda, mutante, meio doida, mas extremamente verdadeira”.

É assim que se define Thatiana Nunes, personalidade responsável pelo site Manual das Encalhadas (MDE). Com exatos 16,860 seguidores no Twitter, a Dra do Amor, como é mais conhecida, encontrou na internet uma forma de superar a dor da perda de seu marido.

Hoje, atingindo uma média de 12 mil visitações diárias, seu site se destacou nacionalmente por abordar, de forma bem humorada e simples, assuntos que antes causavam constrangimento em uma roda de amigas. Diante de tanto sucesso, o Et7ra&Tal correu atrás e conseguiu essa conversa, que você, querido leitor, acompanhará a partir de agora:

1 – Escrever sobre o universo feminino nem sempre é fácil, principalmente quando a proposta é falar com naturalidade de assuntos como sexo, masturbação, gravidez precoce e DSTs. Como surgiu a ideia de falar sobre esses temas? Qual a maior dificuldade de falar sobre eles?

A idéia surgiu de uma brincadeira. Eu fazia parte de uma comunidade de Orkut junto com meu marido, hoje falecido e sempre fomos conhecidos por nosso senso de humor. Numa das conversas, algumas amigas reclamavam que homem não prestava e por isso viviam encalhadas e eu contestei dizendo que eles é que eram incompetentes. Imediatamente, criei o “Manual das Encalhadas”, com 5 ou 6 regrinhas de conquista (avacalhadas, claro) e meu marido ajudou a consolidar com a avaliação, formando 10 dicas, no total. Hoje as dicas fazem parte de um blog com cerca de 300 postagens, o MDE

2 – Em 2008, você fez uma parceria com May, do Mantendo As Aparências, que alavancou o até então blog, mas com o falecimento do seu marido você precisou parar. Como voltar a escrever te ajudou na superação do trauma pelo qual passou?

 

Foi fundamental! Nunca fui dramática (salvo em momentos específicos, claro) e ao reler o que já tinha escrito, percebi que era assim que eu superava e reavaliava as situações do dia a dia. Comecei a rascunhar novos textos e foram como desabafos. Um belo dia, resolvi mostrar meu blog para meu novo namorado que adorou a idéia e comprou o domínio na hora, fez um layout mais apropriado e chamei alguns amigos, incluindo Oviedo e May para colaborarem com os textos. Minha maior surpresa foi o sucesso que a coisa fez! Em 4 meses, vencemos o concurso Big Blogueira Brasil 2010, em mais 3 fomos finalistas do BlogBooks e os convites para entrevistas, inclusive na TV, tem surgido cada dia mais. Uma loucura! Rs…

3 – O MDE é um dos blogs mais comentados em todo o país, atingindo picos de 12 mil visitações diárias. A que, ou a quem é atribuido esse sucesso?

Não sofro de falsa modéstia, então, posso dizer que boa parcela deste sucesso se deu pelo meu empenho e forma diferenciada de lidar com os problemas de sempre e a forma irreverente de escrever e falar de tais assuntos. As pessoas testemunham que após me lerem ou me verem nos vídeos e twitcams seus problemas passam a parecer bem mais simples que antes. Mas não posso deixar de creditar também os amigos que me ajudaram muito nesta empreitada. Alguns ainda comigo, até hoje. Outros, já não mais. Além das empresas e blogs parceiros e seguidores. Devo destacar aqui que meu amigo/amor atual Fred é um de meus maiores apoiadores e sempre me ajudou. Sem falar no Júlio e no Fabiano que investem não apenas tempo e dinheiro, mas também muita paciência comigo para resolver as questões do MdE. Os colaboradores que por lá passaram e os que ainda hoje fazem parte, também, são grandes responsáveis por este sucesso. Contudo, devemos admitir, os maiores responsáveis por tudo isso são meus seguidores do Twitter que devem somar 20 mil. Eles são quem mais ajudam nas divulgações, comentários das postagens e temas, críticas, observações, dicas, idéias, TUDO! Sem eles, afirmo, sem medo de errar, eu nunca teria conseguido ser tão lida!

4 – De que forma as redes sociais e a parceria com outros blogs ajudam na divulgação de um blog?

Bom, sem meus seguidores eu acho que já teria perdido a vontade de escrever por falta de leitores. Quanto à blogs parceiros, considero-os outro grande trunfo!  Alguns de meus parceiros, como o Testosterona, Mulherzinhas, TpMulheres e Oremos.me são responsáveis por boa parcela de meus leitores, é verdade. Devo muito à eles, de verdade! Sendo assim, manter as redes sociais e parcerias é fundamental para o crescimento dos blogs.

5 – Qual a principal dica para quem quiser ter um blog influente?

Estou aprendendo isso cada dia, ainda, na verdade. Mas acho que a principal dica é observar os blogs de sucesso e a forma como constroem seus vínculos com seus leitores. Não adianta muito você ser uma cópia de quem faz sucesso, então, criar uma linguagem própria, uma identidade para com seus leitores é fundamental. Mas usar-se de ferramentas, posturas adequadas e fazer contatos importantes (sem ser chato e nem achar que alguém tenha qualquer obrigação de te ajudar, porque não tem) é interessantíssimo.

6 – Qual recado você deixa aqui para o seus seguidores?

Cara! Acho que meus seguidores são as pessoas que mais me conhecem no mundo. Afinal, divido com eles o que passo, o que penso, o que sinto, o que sou. Eu tentei virar uma personagem várias vezes, mas não consigo. Sou extremamente espirituosa, intensa e franca. Não consigo fazer média. Isto, por um lado, é péssimo. Mas percebo que foi o que mais me ajudou a crescer, porque sempre que deixo de lado e tento ser mais comedida, as pessoas me cobram ser quem sou de verdade. Elas gostam de quem sou diante delas, da coragem de dizer o que penso, da minha forma de acreditar nas pessoas sem fingir que são mágicas, talvez… E isso me faz tão feliz. Não vejo a hora de poder viver SÓ disso. Esta seria minha maior realização, hoje. Ser capaz de viver para mostrar às pessoas que elas podem ser quem são se acreditarem nelas, porque é o que faço e elas adoram! Sendo assim, devo agradecê-los demais por me ajudar tanto e por me aceitarem como sou.